depoimentos

HOME > FAMÍLIA SILVA > DEPOIMENTOS

Escolha um treinamento:




Estar conectado com meu presente, e sentir meu corpo, é simplesmente Despertar.

Rodrigo Mendonça




A singularidade do ser sutil é maravilhosa. A presença pela presença é única, acredito na força que impulsiona o seu corpo ao centramento exato, podendo ser forte e muito leve, leve, leve... como a vida ai ter a percepção do pulsar, ocupando a vida no aqui agora.

Viviane Lorinczi




“Nossa jornada começou há muito tempo... E num determinado momento, nos encontramos.
Por uma razão, fomos conectados a uma experiência sutil e reveladora!
Permitimo-nos um compromisso com a coragem, a partir da qual, tudo acontece e se torna favorável!
O Universo conspira para nosso bem...
Demos as mãos, cantamos, dançamos, gritamos, sorrimos e choramos... VOAMOS!!! Rumo à fonte de toda a Existência.
Entendemos que fomos feitos no amor e a ele somos destinados!
Entendemos que existe um caminho onde não há solidão, angústia ou vazio...
Soltamos as amarras do medo e nos permitimos DESPERTAR!
Olhamos para a centelha divina do Amor, inerente a cada um de nós e sentimos profunda alegria, equilíbrio e paz!
Experimentamos a força dessa semente PURA e compreendemos que, a partir dela, seremos íntegros e honestos, humildes e gratos...
Compreendemos, enfim, que podemos ser livres! Livres para a felicidade!
E assumimos compromisso com a generosidade, com a verdade e com o reconhecimento e respeito por tudo o que pulsa...
Descobrimos que esse compromisso continuará, hoje e sempre...
Porque estamos vivos...
E porque o que verdadeiramente somos começa AGORA!”

Cintia Gaivota Nerk Nerk – Acolhida – 7 de maio de 2013.




"Tenho certeza de que muita coisa aconteceu para todos desde o Despertar de maio de 2010. Escrevo para compartilhar com alegria (especialmente com o meu grupo "Gratidão") que estou grávida de um menino! No curso fiquei grata por todos meus antepassados homens e reconheci a importância do masculino em minha vida, tanto que aceitei o DNA do meu marido e nestes primeiros meses não passei mal como nas outras duas gravidezes. No curso fui preparada para ser mãe de um menino, e tenho certeza de que, antes do TLII, eu seria uma mãe menos preparada para recebê-lo como ele merece.

É engraçado como o nosso racional "briga" com o nosso inconsciente. A regressão mostrou que minha missão era ser mãe, mas o meu racional respondia: "Ser mãe é muito pouco", e a outra voz rebatia: "Não! Ser mãe é muita coisa!". Durante uma das atividades do curso, meu corpo parecia se transformar numa árvore: da cintura para cima eram meus antepassados, e cada braço desdobrava-se em uma parte da família (parte materna, paterna, avós, bisavós...), sendo cada antepassado uma folha (e a copa estava bem cheia, tinha milhares de folhas) e da cintura para baixo eram meus filhos, netos, bisnetos... Percebi que o que me ancora na Terra são meus filhos, e que aceitar com gratidão a vinda deste menino que pedia para nascer era aceitar e também ser grata ao meu marido e à sua família, pois este neto é o único que manterá o sobrenome do meu marido no Brasil (até agora só nasceram netas meninas). A Dirce disse num curso: "Temos que ter consciência do que queremos, pois, quando se tem um objetivo (ou querer), este desejo traz junto uma teia de outras situações".

No Despertar, toda vez que a idéia do bebê aparecia, eu levantava todas as "teias" que poderiam vir junto com ele, como a falta de tempo, maiores despesas, divisão de atenção com as meninas, ajudante, escola etc. Mas hoje, eu vejo que as "teias" podem ser douradas, pois uma decisão consciente faz com que tenhamos a possibilidade de mudar e sair do pensamento padrão, enxergando novas oportunidades de ficar mais tempo com as crianças e modificando as prioridades da vida e a relação familiar, entre outras coisas.

E, quando nos propomos a fazer os cursos no Núcleo, também alteramos as relações, as "teias" ao nosso redor. Os cursos nos preparam para o próximo, e, por incrível que pareça, nós os fazemos na hora certa. Por isso, repito: tudo está ligado mesmo. Quando a gente começa uma mudança, o fio que conecta todos os fatos se move junto. Minha caminhada junto ao Núcleo completa dez anos, e agradeço a toda a equipe e principalmente aos meus padrinhos Osvaldo e Mariko Sato por terem me dado o LT de presente. Só quando temos nossos próprios filhos podemos "imaginar" a dor da perda de um filho. Como nada acontece por acaso, saibam que vocês já transformaram a vida de milhares de amigos do André.

Obrigada, do fundo do coração."

Marie S.i F.




"Estou maravilhada como através do DESPERTAR, descobri respostas para indagações que estão dentro de nos mesmos! Como pode ser tão simples? Após este aprendizado as sensações de Plenitude, Serenidade e Imenso Amor ficam presentes! Usarei na prática do dia a dia o que me foi passado com tamanha Humildade, Gratidão, Integridade, Honestidade e AMOR!"

Grata Sempre

Paula M.




"Transcender para o novo sem medo de viver; assim foi o meu despertar! Nunca largue mão dos seus sonhos, pois, se eles morrerem, a vida se torna um pássaro de asa quebrada que não pode voar... Voar desperto no universo é pura magia!!! E eu me sinto muito pura na luz do universo.
Um forte Abraço."

Tiemi